Síndrome de Olho Seco

O síndrome do olho seco é uma causa comum de irritação dos olhos.

Estamos perante um olho seco quando não existem lágrimas em quantidade e qualidade suficiente para manter os olhos lubrificados, podendo o problema afetar apenas um olho (unilateral) ou os dois olhos (bilateral). Na maioria dos casos, o problema afeta os dois olhos.

Em determinadas ocasiões ou circunstâncias, o olho pode estar seco sem que exista qualquer problema ocular ou doença dos olhos.

A poluição, o excesso de exposição ao sol, o vento, a exposição ao ar condicionado ou ambientes que de alguma forma tornem o ar mais seco, são fatores que podem atuar como facilitadores na evaporação das lágrimas e, deste modo, provocar secura nos olhos.

Assim como quando tem a pele seca e irritada, pode sentir os olhos a picar ou a arder. A visão também pode ficar um pouco turva ou sensível à luz. Se usar lentes de contacto tem mais probabilidades de se sentir desconfortável.

O síndrome do olho seco pode ser tratada com lágrimas artificiais ou uma pomada ocular, disponível nas farmácias. Quem utiliza lentes de contacto deve ter atenção, uma vez que tem que verificar quais os produtos compatíveis com o uso de lentes.

As pessoas mais idosas são mais propensas a olhos secos, visto que as glândulas lacrimais tendem a tornar-se menos produtivos com a idade.

Quando pestanejamos, no interior da pálpebra espalha-se uma película lacrimal na parte da frente dos olhos, mantendo-os lubrificados. A secura ocular pode ocorrer se houver um problema com a película lacrimal.

Este problema não origina danos permanentes na visão.

Partilhar

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Veja também